Leandro Portella

Leandro Portella se prepara para 1º exposição internacional

Posted on abr 24, 2014

jc
Cinco telas com pinturas abstratas feitas pelo artista plástico Leandro Portella, de Araçoiaba da Serra, ficarão expostas no 15ºArtopen, que ocorrerá em novembro em Eschweiler, na Alemanha. O evento cultural considerado um dos mais badalados da Europa reúne 50 exposições, de 90 artistas, em 33 locais diferentes, como bibliotecas, praças, hotéis e restaurantes. “A ideia é transformar vários espaços da cidade em pequenos museus”, pontua Max Krieger, gestor cultural de Eschweiler, no material de divulgação do evento.
Intitulada <IC>Idiossincrasia, <XC>a série de obras feitas especialmente para essa exposição leva esse nome porque, conforme Portella, propõe que cada espectador contemple à sua maneira. “A ideia é que cada um tire a conclusão que quiser”, explica o artista. O convite para a primeira exposição internacional partiu da artista plástica e curadora de arte brasileira radicada em Frankfurt Antonia Dmitruk Felaizadeh. “Eu me senti importante porque na Europa a arte é muito mais valorizada. Foi uma surpresa boa”, diz Portella, que já realizou diversas exposições em Sorocaba e São Paulo.

Das cinco telas levadas para a Alemanha, todas pintadas com tinta acrílica, quatro estarão à venda e uma será doada para o acervo permanente da instituição organizadora da mostra. Entre os trabalhos já realizados pelo artista está <IC>Picasso ao meu modo<XC>, no qual o artista apresenta releituras das obras do gênio espanhol após um grande trabalho de pesquisa. “Agora criei um estilo próprio”, garante.

Portella conta que a prática da pintura começou em 2000, após um acidente ocorrido um ano antes que o deixou tetraplégico e tirou quase todos os seus movimentos. Desde então, com um pincel na boca, ele busca na arte “uma forma de expressar o que sente”. “Fiquei muito tempo ocioso, então, para poder me sentir útil, eu busquei na pintura uma terapia”, diz. Foi questão de tempo até que essa terapia complementar se transformasse em um universo de possibilidades de criação. “Ele viaja intimamente no interior secreto das pessoas, aguçando ainda mais a imaginação delas”, resume a artista e curadora Antonia Dmitruk Felaizadeh.
A dedicação de Portella às artes é dividida com outra paixão: o blog Ser lesado (www.serlesado.com.br), que reúne uma série de informações sobre lesão medular. “Procuro ajudar outras pessoas com o mesmo problema que eu”, resume. Criado em 2009 e com atualizações diárias, publicadas por Portella por meio de um software que atende aos seus comandos de voz, o blog atualmente recebe entre 600 a 1 mil visitantes por dia.

Mesmo com a expectativa de ter algumas de suas telas vendidas “em Euros” durante a exposição na Alemanha, Leandro Portella faz questão de dizer que “evita explorar o fato de pintar com a boca”. “Eu procuro vender a tela pela qualidade estética que ela tem”, resume. Diante do inesperado convite para expor suas telas na Alemanha, Portella não descarta a possibilidade de um começo de sua carreira artística internacional. “Vamos ver como será a aceitação do meu estilo. Mas se for bem aceito, a ideia é continuar expandindo para outros países.”

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

468 ad